quinta-feira, fevereiro 21, 2019
Capa / Destaque / Grávida que sobreviveu a acidente na BR-364 perde bebê em Vilhena, RO

Grávida que sobreviveu a acidente na BR-364 perde bebê em Vilhena, RO

Acidente aconteceu no Km da BR-364 — Foto: Ricardo Araújo/Rede Amazônica

Uma das sobreviventes do acidente da BR-364, que aconteceu na sexta-feira (8) e deixou quatro mortos, perdeu o bebê em virtude do acidente. A informação foi confirmada pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) nesta terça-feira (12). A indígena, de 16 anos, estava grávida de seis meses.

Conforme a Sesai, foi constatado que a criança estava morta na barriga da mãe e, com isso, foi providenciado o parto induzido no domingo (10). Ela está estável e fora de risco. Os outros três sobreviventes, incluindo um bebê de dois meses, já havia recebido alta do Hospital Regional.

A Sesai informou que, após deixar o hospital, os indígenas são encaminhados para a Casa de Saúde Indígena (Casai) e depois são levados para a aldeia, quando estão totalmente restabelecidos.

O Hospital Regional informou, nesta terça-feira, que a paciente estava grávida de 25 semanas e perdeu o bebê por causa do trauma do acidente. Ela recebeu alta da unidade na segunda-feira (11).

Acidente envolveu picape e caminhonete da Sesai  — Foto: Ricardo Araújo/Rede Amazônica

Acidente

A colisão entre uma picape e uma caminhonete da Sesai aconteceu na tarde de sexta-feira (8), no Km 43, e deixou quatro pessoas mortas. Outras quatro pessoas sobreviveram e foram levadas para o hospital do município.

Na picape estavam Nivaldo Ferreira de Araújo, de 62 anos e José Pereira da Silva, de 54 anos, que morreram na hora. Na caminhonete, o motorista transportava cinco indígenas da etnia Aikanã. O condutor, Adair de Oliveira, de 44 anos, também morreu no local.

Um dos passageiros, identificado como Talisson Aikanã, de 11 anos, morreu a caminho do hospital. Os velórios e sepultamentos de Nivaldo, José e Adair aconteceram em Vilhena. Já o corpo de Talisson foi levado para a aldeia Rio do Ouro, em Chupinguaia.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), chovia no momento do acidente. As causas do acidente estão sendo investigadas pela Polícia Civil.

Fonte: G1 Vilhena e Cone Sul.