Aborto – Criança de 31 semanas é encontrada em vaso sanitário em Espigão do Oeste

abortoA Policia Militar em Espigão do Oeste foi acionada via CIOSP nesta terça-feira 120/ por  volta  das  12:10h, onde  segundo  a  comunicante  um moça  estava  sofrendo  um a aborto. Segundo boletim de  ocorrência  de  nª 1507/16, a  guarnição  de plantão  deslocou-se  até   o  endereço, uma  chácara  próximo a  cidade, junto  com  a  ambulância,  chegando  ao local  encontrou  a  comunicante é a infratora uma  jovem de 18  anos dentro  do banheiro toda  ensanguentada  e  um bebê que  estava  jogado  dentro  de um  vaso  sanitário.   Imediatamente  o enfermeiro que  estava  junto com a ambulância  retirou  a  criança  de  dentro  do sanitário socorrendo  rapidamente  os dois  até  o HPS.

imagesChegando ao  pronto  socorro  a médica  de plantão  constatou  que  a  criança de 1,740 kg, já  estava  em  óbito a  mãe infratora foi  socorrida pois apresentava  forte  hemorragia.  Segundo  relatos  da médica  a  infratora  aparentava  estar  muito  calma e  pedia  para  que  a  mesma  não  comentasse  o  caso com ninguém.

Segundo relatos  da médica, a  criança já  estava  com  aproximadamente  31  semanas, constatado pelas medidas  feitas  pela  tabela “ ESCORE DE CAPURRO” exame usado  para  detectar  a  idade, peso  e medidas dos  fetos. Questionada   sobre  os  fatos a infratora relatou que teria  sido  um aborto  espontâneo. Segundo relatos da médica plantonista no boletim de  ocorrência,  os  abortos  espontâneos  acontecem  até  as 24 semanas de gestação, a partir  deste  tempo  fica  quase  improvável um  aborto dessa natureza já  que  a  criança  aparentava  estar em  estado perfeito de  saúde física.

A infratora ainda relatou aos policias junto com a médica que estava tomando anticoncepcional regularmente  e  que  sua menstruação  estava normal por  isso não sabia  que  estava gravida de 8 meses, indagada sobre  o uso de  remédios  ou drogas  a infratora afirmou  não  ter  feito  o uso  de nenhuma  substância  abortiva.

aborto-1-728O que diz a Lei: Qualquer que seja a fase da gravidez, provocar sua interrupção é cometer o crime de aborto. Admitida a intenção de provocar o aborto, não tem importância o momento em que este vem a morrer se quando ainda no útero materno, ou se quando já expulso, uma vez que a morte tenha ocorrido em consequência da própria imaturidade do feto ou dos meios abortivos empregados. O crime de aborto está tipificado em nosso Código Penal no artigo 124, o qual diz: Art. 124 – “Provocar aborto em si mesma ou consentir que outrem lho provoque”. “Pena – detenção, de um a três anos”

Após  a  coleta dos  dados  a  criança em óbito  ficou  sob  a  reponsabilidade  do hospital  e o caso foi  registrado  na UNISP  para  que  possam  ser  tomadas  as medidas  cabíveis  ao caso.


Fonte: Evisson/RomiporãFM

Verifique também

Vereador Professor Hermes solicita informações sobre tratamento preventivo contra Covid-19 no município

Durante a Sessão Ordinária desta segunda-feira, 26 de abril, o Vereador Professor Hermes cobrou do …