sexta-feira, março 5, 2021

Audiência Pública sobre estradas mobiliza autoridades de Mato Grosso e Rondônia

IMG_5617-620x330O vereador Darci Kischener como o idealizador da  federalização da RO 387 participou do encontro.

Nesta sexta feira 10, aconteceu no auditório do Centro Garganellos localizado na Unimat em Aripuanã a audiência pública solicitada pelo deputado estadual do MT, Oscar Bezerra  que apresentou como tema: Infraestrutura, logística, desenvolvimento econômico de Aripuanã. Participaram da audiência pública em Aripuanã o governador do Mato Grosso Pedro Taques, os deputados federais: Valtenir Pereira, Vitório Galo, Nilson Leitão, deputados estaduais, prefeitos dos 05 municípios que compõem o Noroeste do Mato Grosso, vereadores, membros do Judiciário, Ministério Público, secretários de estado, empresários, entre eles Gilmar Cacheta supervisor do grupo Votorantim que esta investindo R$ 700 milhões na região em um projeto de exploração de minérios (Zinco, chumbo e cobre) que ira gerar um total de 2000 empregos na primeira fase do projeto.

Audiência pública e seus atores

IMG_5639

As autoridades atenderam ao chamado dos setores produtivos do Mato Grosso.

O município de Espigão do Oeste esteve presente ao encontro com o presidente da câmara Darci Kischener que representou o prefeito municipal, Célio Renato, e o empresário Wilson Turatti que falou em nome da classe empresarial de Espigão. O tema principal da audiência pública foi à interligação dos municípios do Noroeste do Mato Grosso que na sua maioria estão isolados dos grandes centros do estado. O secretário de infraestrutura do governo explanou sobre as metas do governo Pedro Taques para suprir essa lacuna. Segundo o secretário Marcos não é possível que o município de Rondolandia não tenha acesso a capital Cuiabá através do Mato Grosso.

“Qualquer assunto que precisa ser tratado na capital, às autoridades e cidadãos de Rondolandia precisam vir por Rondônia, pois o município não tem um acesso seguro até capital Cuiabá, o governador tem o compromisso de resolver essa situação”.

Por sua vez o deputado Oscar Bezerra confirmou que já se encontra tramitando na assembleia um projeto de sua autoria para estadualizar a MT 313 entre Rondolandia/Conservan, interligando a MT 208 até Aripuanã. A única via de acesso que existe hoje é mantida por empresários através do Condomínio Aprovale que faz a manutenção de um grande trecho da estrada que dá acesso aos dois municípios. Com a estadualização da MT 313 o governo ira administrar a estrada e assim fazer as melhorias necessárias para interligar todo o Noroeste do Mato Grosso.

As vantagens da estadualização da MT 313 para o Noroeste do Mato Grosso.

IMG_5643

O prefeito de Aripuanã, Edmilson Faitha cobrou do governador a estadualização da MT 313.

A região Noroeste do Mato Grosso é muito rica, apresentando um potencial imenso na produção de madeira, gado, minérios e agora o plantio de grãos. Porém o grande Gargalo que tira o sono da classe empresarial é a falta de estrada para escoar toda essa riqueza para os grandes centros.

“A falta de logística é que esta nos matando hoje”. Afirmou um empresário durante a audiência pública.

Os produtos para exportação percorrem 700 km de estradas de terra até próximo a Cuiabá depois seguem por milhares de km até chegar ao porto de Paranaguá. “A logística fica complicada, pois o encarecimento do frete desestimula essa operação”. Questionaram os empresários. Todos foram unânimes em apontar a saída pelo Pacifico como a melhor solução pelo encurtamento do trajeto até aos portos de embarque. “Mas para isso acontecer é preciso que todo o Noroeste esteja interligado por boas estradas”. Afirmou o prefeito de Aripuana, Edmilson L. Faitha que também é empresário.

A logística para o Calcário

IMG_5594

O calcário de Rondônia foi defendido pelo vereador Darci e o empresário Wilson Turatti

Outra questão que foi debatida pelo setor empresarial foi sobre o calcário que é de vital importância na região para a recuperação das pastagens e na emergente produção de grãos. A produção de calcário no Mato Grosso é na região de Nobres que fica a quase 650 km de distancia de Aripuanã por estradas de chão. Uma distancia considerável que pode inviabilizar a logística para muitos produtores.

A solução apontada na reunião pelo presidente da câmara de Espigão do Oeste, Darci Kischener foi à aquisição do calcário na usina Félix Freire no município de Espigão do Oeste/Pimenta Bueno.

“Com a estadualização da MT 313 pelo governo do Mato Grosso esse mineral poderá ser escoado pela RO 387 até a divisa e depois seguir até a MT 313 diminuindo a distancia e barateando o frete”. Declarou o vereador Darci Kischener que em conversa reservada com o governador Pedro Taques explanou sobre essa viabilidade para os dois estados.

Pioneiro no projeto de interligação de RO/MT

IMG_5720

Tanto o prefeito Faitha como secretário Marcelo destacaram a atuação do vereador Darci Kischener.

O presidente da câmara, Darci Kischener foi enaltecido várias vezes durante a audiência pública pela sua iniciativa pioneira em buscar o entendimento entre as autoridades de Rondônia e Mato Grosso para essa interligação do Noroeste do Estado com o Estado de Rondônia através da RO 387. O deputado Oscar Bezerra que foi o propositor da audiência pública destacou a iniciativa do vereador que praticamente deu o pontapé inicial para esse trabalho que estão desenvolvendo agora.

“A semente que surgiu com a iniciativa do vereador Darci e dos empresários de Espigão do Oeste em buscar essa interligação, acendeu uma luz para nortear a nossa luta nesse mesmo objetivo”. Afirmou o parlamentar.

No mesmo raciocínio o prefeito de Aripuanã destacou o trabalho da comitiva de Espigão do Oeste que visitou o município de Aripuanã para trazer essa proposta como fundamental para mobilizar as autoridades do Mato Grosso para essa necessidade. “Quero aqui parabenizar o vereador Darci Kischener pela sua iniciativa nesse sentido”. Afirmou Faitha que citou a visita da comitiva de Espigão ao município de Aripuanã e posteriormente a realização de uma grande audiência pública em Espigão do Oeste com as presenças do Governador Confúcio Moura, senadores de Rondônia, deputados federais e estaduais de Rondônia e Mato Grosso, Prefeitos, vereadores e empresários. “Foi um trabalho muito importante que vocês iniciaram vereador Darci e que agora já começa a dar os primeiros frutos desse entendimento”. Finalizou Faitha.

O interesse pelo calcário mobiliza o setor empresarial

IMG_5690

O Governador Pedro Taques ouviu as explanações dos representantes de Espigão.

Após a audiência pública o vereador Darci Kischener e o empresário Wilson Turatti se reuniram com o governador Pedro Taques e os empresários da região para explanar as viabilidades de uma rota para o transporte de calcário da usina Félix Freira para as propriedades da região. O empresário Wilson Turatti citou para os demais que ele já vem fazendo esse trabalho na recuperação das pastagens com a utilização do calcário de Rondônia em suas propriedades na região.

“Boa parte das minhas pastagens já fizemos a recuperação trazendo o calcário de Espigão para cá”. Afirmou o empresário Wilson Turatti.

Com as melhorias que poderão ser feitas na RO 387 e a garantia da estadualização da MT 313 essa rota poderá ser usada tranquilamente para trazer o calcário para todo o Noroeste do Mato Grosso e assim atender a grande demanda que começa a surgir nessa região. “Confirmando esse projeto por parte das autoridades do Mato Grosso, vamos mobilizar a classe política de Rondônia para que o governo aqui também faça a sua parte e assim abra um corredor por onde poderá circular o calcário para o Mato Grosso e em contrapartida o estado vizinho poderá usar essa rota como passagem para escoar sua produção para os grandes centros do nosso estado”. Afirmou Darci Kischener.

Fonte: Luizinho Carvalho/Sociólogo

Verifique também

Em Vilhena, homem leva tiro após revelar desejo de transar com mulher de amigo

Um homem foi baleado durante uma discussão motivada por ciúmes na noite deste domingo, 21 …