quinta-feira, maio 6, 2021

Escritório da Emater no Pacarana até hoje não esta conectado com a rede de internet

Buceta_carneInaugurado a mais de 90 dias o escritório espera pela instalação do sinal de internet.

A instalação do escritório da Emater no distrito do Pacarana foi uma luta da classe política de Espigão que encampou nesse propósito junto ao Governo do Estado. Vários pedidos foram feitos com destaque para o vereador Sedi Antônio que é morador do distrito e representante político daquela comunidade. Após a sua instalação no mês de outubro de 2015 até o presente momento, os técnicos lotados no Pacarana ainda não conseguiram realizar no escritório local os trabalhos voltados para o atendimento aos produtores do Pacarana e comunidades adjacentes pelo fato de o escritório não estar conectado com o sinal de internet.

A informação foi passada pelo gerente do escritório, Célio Araújo Sarmento que desde a inauguração em outubro de 2015 vem solicitando a ligação da rede de internet no escritório local do Pacarana.

Na ocasião dentro da programação para a abertura do escritório no distrito do Pacarana, coube a regional da Emater o envio de três técnicos, o veiculo e a mobília necessária para o trabalho no local. A contrapartida da prefeitura através da secretaria municipal de agricultura coube à locação do prédio (aluguel) a energia e a instalação da rede de internet.

emater (2)

Passados mais de 90 dias desde a sua inauguração, o escritório local do Pacarana não tem capacidade para elaborar uma simples Declaração de Aptidão ao Pronafe – DAP pela falta do sinal de internet. Como o escritório da Emater trabalha interligado e o sistema é On-line, sem o sinal de internet fica impossível o trabalho dos técnicos. O problema vem sendo denunciado pelo gerente do escritório local e pelo vereador Sedi Antonio que inclusive já protocolou vários ofícios junto à administração municipal solicitando esse serviço, mas até o momento nenhuma atitude foi tomada nesse sentido.

Na quarta feira ao tomar conhecimento da situação através do servidor Célio, a reportagem procurou o secretário de agricultura, Carlos Antonio da Costa – Carlinhos que confirmou os fatos.

Segundo Carlinhos a secretária vem tentando resolver a situação junto à operadora da OI a qual a secretaria teria um contrato de serviço. “Estamos tentando realizar uma licitação para a contratação desse serviço para atender ao escritório da Emater no Pacarana”. Declarou o secretário Carlinhos.

emater (3)

Em contato telefônico com o gerente executivo da Emater/RO, Luiz Gomes Furtado que se encontra de férias na Bahia, o mesmo confirmou que já enviou vários documentos a prefeitura de Espigão solicitando a instalação do sinal da internet no escritório do Pacarana, mas até o presente momento não obteve resposta por parte do Poder Executivo de Espigão do Oeste. Enquanto esse impasse não se resolve, os servidores da Emater/Pacarana ficam a mercê do descontentamento dos produtores rurais da região que buscam o escritório para resolver problemas em suas propriedades e não são atendidos no local.

De mãos amarradas os servidores da Emater/Pacarana são obrigados a trazerem as solicitações para Espigão para serem processadas, uma vez que todos os órgãos municipais, estaduais e federais se encontram interligados a rede mundial de computadores.

A reportagem esteve no Pacarana e pode comprovar o descontentamento dos produtores rurais com a situação do posto da Emater no distrito que foi inaugurado para atender a demanda, mas que por falta de compromisso por parte da secretaria municipal de agricultura não consegue cumprir com o seu objetivo proposto.

Fonte: Luizinho Carvalho/Cientista/Social

Verifique também

Vereador Professor Hermes solicitou junto ao Prefeito Wéliton a prorrogação do prazo de requerimento para isenção do IPTU para pessoas acima de 60 anos

O Vereador Professor Hermes (PROS) solicitou ao Poder Executivo, com ofício enviado nesta segunda-feira (19), …