quinta-feira, maio 6, 2021

Furto de gasolina teria sido o que motivou índio a cometer duplo homicídio na área indígena Cinta Larga

download1Cacique reafirma a posição das lideranças Cinta Larga de repudio contra a atitude do parente que cometera duplo homicídio na aldeia, a revolta  entre os  índios  foi tanta  que  os próprios parentes  denunciaram o assassino as  autoridades assim que ficaram sabendo  do acontecido.

Segundo relatos  das  autoridades, o cacique  da segunda aldeia  assim que  foi informado do acontecido pelo próprio índio infrator entrou  em contato  com a liderança maior o Sr. Marcelo  que  de imediato comunicou o fato ao delegado da policia federal que começou a  tomar  as devidas  providencias.

IMG-20151212-WA0008Após  ficaram  sabendo de  alguns  detalhes a  Polícia  Federal  e  Civil com a Perícia Técnica  e o  Cacique  foram  até  a referia  aldeia  onde  o infrator mora e  após várias  horas  de  conversa o mesmo informou  o local onde  as  vítimas  estavam enterradas pois sem esta informação seria impossível  encontrar  os  corpos. Segundo relatos,  umas pessoas que trabalhava lá  dentro ouviu conversa entre  os  índios da aldeia local dizendo que as possíveis causas do  desentendimento foi que no dia  dos  fatos  o referido índio foi até  o barraco das vítimas pedir gasolina, onde começou  a discussão, os madeireiros  disseram  que não daria  a gasolina por que  o índio infrator já  havia furtado gasolina no barraco dias  antes e que  era para  o mesmo se retirar  do local e não voltar mais. Revoltado com a recusa o infrator  voltou até  a  aldeia pegou sua Flober e  foi  de  encontro com seus  desafeto encontrando as  vítimas no meio do caminho e atirou contra  os mesmo matando e em seguida enterrando os  corpos na mata.

IMG-20151212-WA0010Após ouvirem os relatos o comboio entrou mata  adentro  por cerca  de 6 quilometros  quando em um local  ermo já  por volto das 23hs  o infrator mandou o comboio parar e  disse  que naquele  local  tinha matados os rapazes e que os tinha  enterrado  dentro  da mata. A  equipe  andou  cerca  de 2mil metro mata  adentro até o local onde  foi  encontrado os  corpos  dos  madeireiros já em decomposição enterrados em um a cova  rasa.

IMG-20151212-WA0009Em  seguida foi  dada  voz  de prisão ao índio infrator com  autorização dos  lideres que  disseram que  um povo que  vem buscando a paz e um  bom convívio com o povo branco não tem que pagar pelo erro de um só, e que  o  infrator deve pagar  seu  erro com os  rigores da lei.

Naquela madrugada o infrator foi encaminhado  até a carceragem da Polícia Federal em Pimenta Bueno, por  ser tratar de um crime federal ocorrido com a extração ilegal de madeira na reserva Roosevelt.

O cacique Marcelo disse “Não podemos concordar com essa atitude de um parente que cometera um crime que  abalou toda uma  cidade que  acolhe sempre  o povo  Cinta Larga com carinho e respeito e que a culpa não venha cair sobre todos os índios Cinta Larga”. Afirmou Marcelo ao se justificar pela iniciativa de entregar o autor do duplo homicídio as autoridades competentes.

IMG-20151213-WA0028Ouça  a entrevista concedida pelo cacique Marcelo a rádio Romiporã nos sábado 12, no programa “A Voz do Povo” sobre sua prisão na operação Lava a Jato e o homicídio ocorrido na aldeia.

Fonte Evisson/RomiporãFm

Verifique também

Vereador Professor Hermes solicitou junto ao Prefeito Wéliton a prorrogação do prazo de requerimento para isenção do IPTU para pessoas acima de 60 anos

O Vereador Professor Hermes (PROS) solicitou ao Poder Executivo, com ofício enviado nesta segunda-feira (19), …