segunda-feira, março 8, 2021

Lava Jato: operação da PF combate exploração de diamantes em Rondônia

A investigação é um desmembramento direto da Operação Lava Jato.
policia-federal_4
A Polícia Federal deflagrou hoje (8) a OPERAÇÃO CRÁTONS, que tem como objetivo combater a prática de crimes ambientais ligados à extração e comercialização ilegal de diamantes das terras dos índios cinta-larga, em Rondônia. A investigação é um desmembramento direto da Operação Lava Jato.
Cerca de 220 policiais federais dão cumprimento a 90 mandados judiciais, sendo 11 de prisão preventiva, 41 de busca e apreensão, 35 de conduções coercitivas, além de 3 intimações para comparecimento a oitivas. Os mandados estão sendo cumpridos no Distrito Federal (18) e nos estados de Rondônia, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Mato Grosso e Pará.
A Justiça Federal também determinou o sequestro de um imóvel, bem como do dinheiro encontrado nas contas dos principais investigados para o ressarcimento dos danos ambientais praticados.
A investigação apurou que uma organização criminosa, formada por empresários, advogados, comerciantes, garimpeiros e até indígenas, era responsável por financiar, gerir e promover a exploração de diamantes no chamado “Garimpo Lage”, localizado no interior da Reserva Indígena Parque do Aripuanã e de usufruto dos indígenas da etnia Cinta Larga.
A PF também identificou a participação de uma cooperativa e de uma associação indígena na extração ilegal dos diamantes.
Os investigados responderão, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de extração de recursos minerais sem autorização do órgão competente, dano a unidade de conservação, usurpação de bem da união, receptação, organização criminosa, associação criminosa e lavagem de dinheiro.
O nome dado à operação faz referência às estruturas geológicas que dão origem à formação dos diamantes, chamadas de “crátons”.

DISCRIMINAÇÃO DOS MANDADOS

Distrito Federal: 9 conduções e 9 buscas

São Paulo: na cidade de Piracicaba (1 condução)

Rio de Janeiro: na cidade do Rio de Janeiro (2 Conduções)

Minas Gerais: nas cidades de Belo Horizonte (1 condução e 1 busca), Francisco Sá (1 condução e 1 busca) e Araxá (1 Condução)

Paraná: na cidade de São José dos Pinhais (1 Condução)

Rio Grande do Sul: na cidade de Rio Grande (1 intimação)

Bahia: na cidade de Lauro de Freitas (1 condução e 1 busca)

Mato Grosso: nas cidades de Juína (1 Condução e 1 busca) e Jaciara (1 Condução e 1 busca)

Pará: nas cidades de Tucumã (1 Condução e 1 busca) e Santarém (1 Condução e 1 busca)

Rondônia: nas cidades de Porto Velho (1 Condução e 1 busca), Ariquemes (1 condução e 1 intimação), Ouro Preto do Oeste (1 condução e 1 busca), Machadinho do Oeste (1 condução), Espigão do Oeste (8 prisões, 3 conduções, 15 buscas e 1 intimação) e Cacoal (3 prisões, 6 conduções, 8 buscas e 1 intimação)

 

Fonte: RondoniaDinamica

Verifique também

Em Vilhena, homem leva tiro após revelar desejo de transar com mulher de amigo

Um homem foi baleado durante uma discussão motivada por ciúmes na noite deste domingo, 21 …