PME: A mobilização da sociedade teve a presença de membros da OAB/Espigão

A entidade foi representada pelo advogado Aécio de Castro que deu a sua contribuição ao projeto.

DSC_0088-620x330Após a repercussão da entrada na segunda feira do projeto do Plano Municipal de Educação – PME que foi modificado pelo Poder Executivo, na terça a sociedade civil organizada compareceu no auditório da câmara para analisar junto com os vereadores que fazem parte das comissões mistas do legislativo, as mudanças propostas pelo executivo. Todos os seguimentos da sociedade estiveram representados nesse debate que teve como tema analisar e modificar as mudanças propostas pelo executivo ao PME. A Sub Secção da OAB de Espigão do Oeste esteve representada nas discussões pelo advogado Aécio de Castro que por várias vezes fez o uso da palavra para dar a sua contribuição para a definição do projeto a ser votado na próxima sessão ordinária.

DSC_0109

Aécio de Castro participou do debate representando a Sub Seção da OAB/Espigão

As discussões foram bem praticas com os temas sendo debatidos um a um para não deixar nenhuma lacuna para erros como aconteceu na primeira votação do projeto. Ao citar a importância dessa participação da sociedade nas decisões do legislativo, Aécio de Castro destacou o amadurecimento da câmara na pessoa de seu presidente Darci Kischener que reconheceu o erro e convidou a sociedade civil organizada para juntos buscarem a melhor maneira de laborar o projeto de Lei nº 038/2015 de autoria do Poder Executivo. Segundo Aécio de Castro a sociedade tem sim que estar presente nas grandes decisões que acontecem no município. A sociedade como um todo, também esta envolvida nessas questões que ira influenciar o seu cotidiano com certeza.


DSC_0115

Famílias inteira vieram dar a sua contribuição nas discussões sobre o projeto do PME.

Ao dar a sua contribuição ao projeto como membro da OAB, Aécio de Castro se diz satisfeito com essa iniciativa pioneira do legislativo local em convidar a população para participar dessas decisões. Segundo ele essa mobilização deveria acontecer mais vezes, com a sociedade civil organizada colaborando e participando das decisões que certamente ela é parte interessada e envolvida. “Estamos caminhando assim para o exercício de democracia plena através da participação popular nas decições que afetam a sociedade”. Concluiu Aécio de Castro.

Entrevista com Aécio de Castro/OAB

Fonte: Luizinho Carvalho

Verifique também

Em Vilhena, homem leva tiro após revelar desejo de transar com mulher de amigo

Um homem foi baleado durante uma discussão motivada por ciúmes na noite deste domingo, 21 …