União de forças resulta em apreensões de drogas e celulares no presídio de Pimenta Bueno

20160318203747Na tarde desta sexta-feira, dia 18 de março, uma ação muito bem coordenada pela administração do sistema prisional de Pimenta Bueno, Polícia Militar e Ministério Público, em parceria com agentes penitenciários de Rolim de Moura e Episgão D’Oeste, GOE, Polícia Militar de Espigão, São Felipe e Primavera resultou na apreensão de drogas, 19 celulares, carregadores, cachimbos e outros objetos ilícitos na Casa de Detenção de Pimenta Bueno-RO.

Cerca de 80 homens participaram da ação que foi considerada um sucesso pela administração da Casa de Detenção e pela Polícia Militar.

A operação de revista minuciosa teve início por volta das 15h e terminou por volta das 19h, totalizando 4 horas de força tarefa.

A rua que dá acesso ao portão principal da Casa de Detenção foi totalmente isolada, tendo seu trânsito impedido no trecho equivalente a área do presídio.

Os apenados foram pegos de surpresa, a ação que vinha sendo elaborada há alguns dias, foi feita com total sigilo, tanto que alguns policiais e agentes só souberam da mesma minutos antes.

As revistas aconteceram em todas as celas, tanto no regime aberto quanto no fechado, cães farejadores do GOE foram usados para localizar drogas.

Toda a ação transcorreu de forma pacífica, sem qualquer alteração ou dano a integridade física de ambas as partes.

O diretor de segurança do presídio, Gilberto Santos, falou sobre a operação a agradeceu aos parceiros: “A ação foi considerada um sucesso, tanto pela quantidade de materiais ilícitos encontrados, como, pela integridade física de todos os envolvidos. Em nome do presídio agradeço o apoio dos agentes de Rolim de Moura e Espigão D’Oeste, ao comando da Polícia Militar de Pimenta Bueno através do Capitão Campos, o GOE, ao Ministério Público e o apoio dos policias de Espigão, Primavera e São Felipe”. Disse

O comandante da Polícia Militar, o Capitão Campos, falou da ação bem sucedida: “Nós recebemos o pedido de apoio através do Ministério Público, á partir daí, fizemos frente junto a coordenação da ação. Nosso trabalho é manter a ordem e a segurança, fizemos um planejamento para que nada fugisse a nosso controle, e felizmente tudo ocorreu de forma pacífica”. Disse o Capitão.

Conforme informações, o novo modelo de revista denominada como “Revista Humanizada” tem sido a grande responsável, pela entrada de drogas e outros materiais ilícitos, já que a chamada “Revista íntima”, considerada “vexatória” pela justiça, foi proibida. Com isso fica proibido até mesmo tocar nos visitantes, as quais passam apenas por um portal detector de metais, o qual detecta apenas metal, drogas e outros materiais não são apontados pelo portal e na maioria das vezes acabam entrando junto aos visitantes.

Fonte: PimentaVirtual

Verifique também

Em Vilhena, homem leva tiro após revelar desejo de transar com mulher de amigo

Um homem foi baleado durante uma discussão motivada por ciúmes na noite deste domingo, 21 …